• Carol Benke

Você precisa saber tudo antes de começar: será mesmo?

O que você faria se soubesse que não pode fracassar?


E o que você faria mesmo que soubesse que é bem possível que venha a fracassar?


Sabe aquela incerteza de começar algo novo ou lançar um projeto? Aquele monte de “e se” na cabeça...


Ao mesmo tempo que queremos ter boas ideias, ser reconhecidos e colher bons frutos do nosso trabalho, caímos na armadilha de ficar esperando até nos sentirmos bons ou seguros o suficiente para isso.


Eu já me senti assim, ainda me sinto muitas vezes e tenho certeza que você também.


Mas, quer saber? Como Elizabeth Gilbert disse em seu livro Grande Magia:


“Você nunca conseguirá criar nada de interessante na vida se não acreditar que merece ao menos tentar”


Feito é melhor do que perfeito


Muitas vezes o perfeccionismo é empregado como uma qualidade. Mas, isso pode acabar se tornando uma armadinha, já que na busca por perfeição acabamos desistindo no meio do caminho ou nem começando.


É claro que precisamos nos dedicar e dar o nosso melhor, mas, uma hora precisamos confiar nas nossas ideias e entregá-las ao mundo, certo?


E vale lembrar que não importa quanto tempo você gaste tentando deixar seu projeto o mais perfeito possível, sempre haverá alguém que encontrará um defeito (e esse alguém pode ser inclusive você mesmo, rs).


A questão é que não precisamos nos sentir mal por nem tudo estar perfeito. A maioria das pessoas não terminem, ou pior, nem começam seus projetos. Então se você já deu o pelo menos o primeiro passo, tenha orgulho e lembre-se:


Você não precisa ser um expert


Segundo a história, Thomas Edison, o inventor da lâmpada, precisou fazer mais de 1000 tentativas até chegar em um resultado de sucesso.


Ele não era um expert quando começou, eu não era expert em nada quando comecei e você também não precisa ser para tirar suas ideias do papel. Nas consultorias que dou, ouço muitas vezes “quando as pessoas começarem a gostar do meu conteúdo, vou fazer mais posts”, ou então “quando eu tiver mais seguidores, vou interagir mais”.


Confesso que essa lógica não faz o menor sentido pra mim. Afinal de contas, temos que ir atrás daquilo que queremos, e não ficar esperando que as coisas simplesmente aconteçam.


Por isso, ao invés de ficar esperando aprender tudo antes de começar, simplesmente comece, dê o primeiro passo, pois essa é a parte mais difícil.


Se você quer começar um negócio, vai fundo, confie em você. Se você quer que as pessoas interajam mais com os seus conteúdos, produza mais (mesmo quando pareça que você está falando com as paredes).


Afinal de contas, é como diz aquela frase clichê (mas muito real): você é o único responsável por mudar sua vida, ninguém vai mudá-la por você.


Com amor,


Carol ❤️