top of page
  • Carol Benke

O melhor conselho que escutei na minha vida (e talvez o mais simples)

Sabe quando você sente que nada mais faz sentido? Você acorda, trabalha (com algo que nem te dá tanto brilho nos olhos), dorme e espera o final de semana - que nem sempre é tão legal também.


De uma maneira geral, não tem nada de errado nisso. Mas, quando aquele sentimento de que você poderia estar aproveitando a sua vida de uma forma muito melhor te invade, é melhor repensar os seus passos.


Eu tinha começado o ano com o pé direito: me mudei pra cidade dos meus sonhos, consegui o trabalho que eu queria, estava ganhando bem, fiz novas amizades incríveis e do nada estava em um emaranhado de experiências ruins e (muita) ansiedade.


Por mais que a solução pareça simples olhando de fora, nem sempre é tão fácil dar o primeiro passo para sair desse ciclo quando estamos vivendo isso.


E por falar em soluções simples, um dos melhores conselhos que recebi quando finalmente decidi dar um fim nessa fase da minha vida foi:


Experimente olhar pro lado


Olhar pro lado pode ter vários significados.


Você pode reparar nas oportunidades que sempre te rodeiam, dia após dia, e que simplesmente não as enxerga.


Pode viver experiências novas, que você não se permitia viver antes - como ir naquele lugar que você sempre recusou para os seus amigos.


Não, você não precisa se meter em roubadas. Mas, se você quer mudar de vida e sair da sua situação atual, precisa mudar a rota.


Para sair do que estava vivendo, pensei em várias soluções, como: me tornar nômade digital e viajar o mundo, voltar pra minha cidade natal onde eu já sabia o que ia viver, continuar simplesmente fazendo o que eu não estava gostando… confesso que às vezes dava vontade de simplesmente sentar e chorar, ou piscar e ter resolvido tudo o que me incomodava.


Mas, calma!


Acredite: o que é seu, dá um jeito de te encontrar


Na semana em que ouvi o tal conselho, logo tive a oportunidade de olhar pro lado pela “primeira vez”. Na verdade, era a primeira vez que estava olhando pro lado propositalmente, reparando que estava fazendo isso.


Aceitei o convite para ir em um lugar que não fazia (e ainda não faz) a minha estética e amei. Depois disso, fiquei mais empolgada com essa história de olhar pro lado.


Com isso, aceitei novos trabalhos, me aproximei de amigas que hoje considero minhas irmãs, vivi MUITAS experiências engraçadas. Aliás, minhas amigas esperavam ansiosas pelos áudios que eu mandava no whatsapp contando tudo, cada semana uma história nova.


Sabe aquela frase, até um pouco clichê, de que quando você se abre para o mundo, o mundo se abre para você? Posso dizer que é isso mesmo que acontece.


E por que estou compartilhando isso?


Faz algumas semanas que conversei com a pessoa que me deu esse conselho tão importante.


Agradeci e contei pra ela o quanto isso fez a diferença na minha vida, e na vida de muitas pessoas que também aprenderam a olhar pro lado comigo. Olho pra trás e só consigo sentir alegria de ter vivido cada segundo que vivi - mesmo as piores coisas - tudo isso me trouxe onde estou hoje.


E não, não estou romantizando nem trazendo à tona uma positividade tóxica.


A questão é que passamos tanto tempo lamentando de como nós não gostamos do que estamos vivendo, achamos nosso trabalho um saco, não estamos em um relacionamento bom, mas não olhamos o que sempre está do nosso lado: oportunidades.


Viva. Experimente coisas novas. Saiba o que é e o que não é pra você. Não leve tudo tão a sério! Afinal de contas, nem sabemos quanto tempo temos aqui.


Então, por que não olhar pro lado e se abrir para todas as nossas possibilidades?

コメント


bottom of page